Conquistando Suas Emoções


A palavra “conquista” pode nos remeter a dois cenários. O primeiro pode trazer uma questão de luta e dominação, como ao conquistar um território. Já o segundo, tem uma conotação de envolvimento e aumento da sua capacidade de se relacionar e influenciar, como em uma relação de amizade, por exemplo.

Ao falarmos de conquista das emoções, o primeiro cenário parece estar mais presente, afinal, por diversas vezes certas emoções aparecem e é necessário assumirmos o controle das mesmas, não deixando que elas extrapolem o limite. Nem sempre conseguimos fazer isso e então acabamos por sofrer as consequências das nossas palavras e ações impensadas.

Ao desenvolvermos nossa inteligência emocional, a proposta é fazer com que o segundo cenário fique em maior evidência, mas o que isso significa?

 

Basicamente, quer dizer que você vai passar a

estabelecer e evoluir uma relação com suas emoções,

de forma que elas comecem a trabalhar a seu favor

e não contra a sua vontade!

 

Um erro que geralmente cometemos é pensar que não devemos ter certas emoções, mas isso é impossível. A chave é aceitar que elas vão continuar aparecendo e isso não é ruim. O que pode ser desastroso é o que fazemos quando elas aparecem, porém é possível transformar estas reações com treino e consciência!

Para fortalecer sua base emocional, crie o hábito de se antecipar e perceber como você está se sentindo a cada momento. Para isso, basta se perguntar:

Como estou agora? Que emoção está predominando?

Como eu gostaria de agir nesse momento?

De que forma esta emoção pode me ajudar?

E antes que você pense que certas emoções não podem ajudar, reflita por um instante: a raiva sempre te convida para uma ação, o medo mostra uma necessidade maior de preparação e a tristeza indica uma situação realmente importante que precisa de cuidados. Estes são alguns exemplos, mas tenho certeza que ao se conectar com a emoção presente você poderá ver ainda mais benefícios!

Apenas se abra para a possibilidade de conquistar suas emoções pouco a pouco e veja como a prática vai te conduzindo naturalmente para ações mais equilibradas!