Quanto Conhecimento!


Você já reparou na quantidade de conhecimento disponível no mundo hoje? E ao alcance do seu celular! Através de um simples toque você pode saber tudo o que deseja, não é mesmo?

Além disso, o conhecimento também está disponível nos livros e outros tipos de publicações. Inclusive, o que me motivou a escrever esse artigo foi ter lido recentemente uma matéria onde havia várias dicas (muito legais e aplicáveis!!) sobre como ler mais de 60 livros por ano.

Veja bem, estamos falando de mais de um livro por semana, o que representa uma quantidade relativamente grande de informação. Seria muito legal conseguir absorver todo esse conteúdo, certo?!

Não questiono se é possível ler tudo isso nesse tempo, até porque eu fiquei convencido que sim, mas me peguei refletindo se existe a real possibilidade de colocar todo esse conhecimento em prática.

 

Quantos livros você já leu?

Quanto de conhecimento você já absorveu?

E quanto desse conhecimento você quis colocar em prática?

Dessa última parte, quanto de fato você realmente colocou?

 

Veja que o fato de não praticarmos o que conhecemos pode estar ligado a algumas dificuldades de aplicação, mas não só isso! Ao acessarmos um novo conhecimento, podemos inconscientemente nos distrair e perder o foco. Aliás, vejo isso acontecendo o tempo todo, tanto comigo quanto com as pessoas com quem convivo.

O que fazer então? Posso responder com o que eu decidi fazer em relação a isso. O primeiro passo foi me questionar mais sobre o quanto aplico o que conheço e, de fato, começar a aplicar, inclusive me policiando para não me distrair com coisas novas. Um ponto importante aqui é que o que chamo de distração é algo que te tira do trilho em que você estava e não um conhecimento novo que pode complementar e aprimorar sua ação.

Em segundo lugar, comecei a filtrar mais o conhecimento que chega até mim, de forma que eu entre em contato e possa absorver coisas que realmente me interessam e que contribuem com as áreas da minha vida que me são relevantes. Dessa forma, estimulo um desenvolvimento constante que me motiva.

Com isso em mente, te convido a refletir não apenas sobre o que te falta aprender, mas também sobre tudo o que você ainda não aplicou do que já conhece!